Saúde animal: Planos de saúde para pets, vale a pena ter um?

O gasto dos brasileiros com a saúde de seus animais de estimação são altos

São 132 milhões de animais de estimação no Brasil, segundo dados do IBGE. Sabendo que os pets são figuras cada vez mais presentes nas casas brasileiras, e o interessante potencial  desse mercado, empresas oferecem planos de saúde para pets com preços a partir de 27 reais.

Muitos tutores desejam contratar esses planos, mas não sabem ao certo se vale a pena ou como escolher o mais adequado. Para ajudar nesse processo, a especialista Luana Sartori, veterinária, da Nutrire, separou algumas dicas importantes para esclarecer essas dúvidas.

“O primeiro passo é entender como esses planos funcionam e, claro, fazer a comparação entre eles levando em conta o custo e o benefício de cada um. Alguns oferecem atendimento rápido e eficaz por um valor mais em conta, por isso é tão importante a pesquisa”, diz.

Os planos de saúde para animais possuem a mesma lógica daqueles usados pelos humanos, ou seja, há uma taxa mensal para que haja atendimento, a qualquer hora do dia, com direito a exames, internação, entre outros benefícios. Os preços podem variar dependendo da raça, porte ou idade do pet.

Para a veterinária, os planos podem valer a pena para quem tem pets idosos ou com a saúde fragilizada. “A pessoa precisa avaliar a condição do cão ou gato, se ele precisa frequentemente realizar procedimentos, exames ou intervenções cirúrgicas”, explica. Vale lembrar que animais idosos devem ir com mais frequência ao médico veterinário.

“Algumas empresas vão além disso e oferecem vacinas, acupuntura, homeopatia, atendimento emergencial, cobertura de parto, implante de microchip e auxílio-funeral, tudo depende do tipo de plano que você deseja”, acrescenta Luana. Geralmente, com raras exceções, as empresas oferecem planos básicos, intermediários e de maior abrangência.

Antes de contratar um plano de saúde para seu animalzinho, converse com um veterinário e compreenda as necessidades do pet. Como os preços não são exorbitantes, em alguns casos vale a pena o investimento. Uma recente pesquisa, realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), divulgou que os gatos com a saúde de animais de estimação ultrapassam 2 mil reais por ano.

Porém, para Luana, os valores devem ser ainda maiores. “Animais mais velhos com doença renal podem necessitar de exames de imagem a cada seis meses para avaliação dos rins, por exemplo. Fora isso, há todas as necessidades que são emergenciais e surgem sem aviso”, alerta.

Avaliar a situação é o primeiro passo. “Seu pet tem mais de 7 anos? Apresenta algum problema crônico? Quanto você gasta com a saúde dele em um ano? Responda e essas perguntas e ficará mais fácil decidir pelo plano ou não”, indica a especialista.

Fonte: Jornalista Ju Farias

Fotos: Tribuna Oline e Canal do Pet

 

 

Veja também